DSC04654.JPG

SOBRE NÓS

A UAVision tem vindo a desenvolver sistemas e subsistemas aéreos não tripulados desde 2005.

A nossa organização começou por desenvolver um sistema de autopiloto - o UXpilot - em 2005, que atualmente vai na versão 9 e é a base de todas as nossas plataformas.

O nosso sistema software de estação de controlo terrestre UGCS, em combinação com o UXpilot, é um sistema profissional altamente testado e comprovado e usado pela Força Aérea Portuguesa, Marinha e muitos outros utilizadores espalhados por todo o mundo.

Em 2009, a UAVision iniciou o seu departamento de desenvolvimento e produção aeronáutica, que tem sido responsável pela produção de múltiplas estruturas aéreas, incluindo os nossos sistemas aéreos não tripulados.

Em 2016, dois novos produtos foram criados: um para melhorar os nossos sistemas de comunicação de longo alcance, que conduziu ao desenvolvimento do sistema IP C2 Stormcomm e outro que consistiu no desenvolvimento do sensor eletro-ótico que é atualmente parte integrante dos sistemas de gimbals.

A nossa experiência na produção interna de múltiplos sistemas de veículos aéreos não tripulados proporciona aos nossos utilizadores sistemas personalizados de alta performance e de fiabilidade comprovada em missão:

Em 2018, a UAVision iniciou um protocolo de cooperação com a Marinha Portuguesa, que levou ao início de um novo desafio, operações em navios de guerra. 

 

Ao agregar todas as experiências prévias passadas, a nossa equipa, em colaboração com a Marinha Portuguesa, iniciou o desenvolvimento de um novo conceito de UAS, o OGASSA híbrido, uma nova versão do OGASSA mas com capacidades VTOL. Desde então, outros sistemas aéreos não tripulados da UAVision, como o Spyro, foram totalmente integrados em navios de classe NPO. Nós adaptamos completamente os nossos sistemas para serem implementados em plataformas móveis, incorporando funcionalidades de giroestabilização nas nossas antenas Stormcomm e também ao integrar o nosso software de controlo de missão C2 em radares de navios, AIS e outros sistemas fundamentais. Em 2019, a missão "Mar Aberto" foi executada durante 90 dias no Atlântico Sul, usando sistemas aéreos não tripulados da UAVision. Em 2019, no exercício NATO REP MUS, a UAVision apresentou as capacidade operacionais únicas do OGS42V. O sistema está a ser atualmente integrado nas fragatas da Marinha Portuguesa, classe Vasco da Gama.

Progredimos com a Marinha Portuguesa em direção a novos e notáveis objetivos!

Em 2016, a UAVision entrou no mercado da defesa, fornecendo tecnologia e aliando-se a várias forças aéreas de múltiplos países, mais particularmente a Força Aérea Portuguesa (FAP). Esta parceria sujeitou a UAVision a atualizar muitos dos sistemas e subsistemas da plataforma OGASSA de forma a adaptá-los aos requerimentos das missões da Força Aérea Portuguesa. Isto levou a grandes melhorias não só na plataforma OGASSA mas também em todos os sistemas C3 da UAVision.

Desde então que o OGASSA tem executado várias missões operacionais relevantes, tanto em terra como em mar, operado pela Força Aérea Portuguesa.

Algumas das missões executadas foram de importância crítica para o país, especialmente na monitorização de fogos florestais. Estas missões começaram como uma demonstração de capacidade em 2018 mas foram estabelecidas como missões operacionais em 2019, com mais de 230 horas de missões ISR em dois meses, que levaram à deteção de mais de 50 eventos, impedindo uma das maiores ameaças ao país.

Os fogos florestais levaram mais de 100 vidas em 2017.

Experiência Tecnológica

A UAVision tem uma vasta experiência técnica em diferentes tecnologias, graças à sua equipa multidisciplinar com habilitações em aeronáutica, eletrónica, informática, mecânica e materiais compósitos.

 

As nossas equipas conseguem desenhar, construir, simular e testar todos os subsistemas de uma plataforma aéreas não tripulada, desde mecânica e técnicas de construção em compósitos a algoritmos de navegação e controlo.

 

As nossas equipas de I&D estão habilitadas a atuar na conceção de circuitos eletrónicos, programação de microprocessadores, desenho de circuitos RF, projeto de aeronave, desenho mecânico e inteligência artificial.

Temos a capacidade de produzir internamente sistemas elétricos completos, quatro equipamentos CNC (3 e 5 eixos), torno CNC (eixos X, Y e Z), corte a laser, robot de corte e produção completa em compósitos.

Também somos especializados na produção de ferramentas compósitas.

Vamos trabalhar juntos?

Entre em contato connosco se tiver alguma dúvida.